No items found.

Prodac Sul | Laboratório de Participação

FICHA TÉCNICA

Nome do Projeto: Prodac Sul – Laboratório de Participação

Estado: Espaço Público/Equipamento, construído

Promotor: Associação de Moradores do Bairro do Vale Fundão - Marvila

Localização: Bairro Prodac Sul, Marvila, Lisboa, Portugal

Ano de conclusão da obra: 2016

Créditos Fotográficos: Nelson d'Aires, Valter Vinagre

A manutenção do espaço público do Bairro da Prodac Sul tem sido delegada aos moradores, que se organizam de forma a que o bairro não seja tomado pelo descuido e abandono. No entanto, subsistem e vão-se agravando diversos problemas ao nível da segurança e salubridade nos espaços públicos, cuja resolução este projecto pretendeu iniciar.

Elaborou-se uma candidatura a financiamento camarário de modo a trabalhar na melhoria dos espaços comuns e exteriores do bairro, definidas a partir de um processo participativo e de envolvimento colectivo realizado ao longo de várias assembleias de moradores, das quais se destacam a construção de um anfiteatro e a reparação de muros e pavimentos.

Desenvolve-se o projecto do Anfiteatro, dos seus acessos e integração no jardim público, trabalhando todas as suas vertentes técnicas. O anfiteatro tira partido da pendente natural do terreno, situando-se a área de palco na zona mais baixa do jardim. A sua implantação resolve, ainda, a ausência de uma ligação directa entre as cotas mais alta e mais baixa do jardim, articulando-se uma nova escadaria paralelamente ao auditório.

Tirando partido dos contactos com empresas no sector da construção, que se associaram ao projecto, foi possível a utilização dos diversos materiais e a formação, em obra, dos moradores/trabalhadores por técnicos especializados.

Em bairros como a Prodac Sul, grande parte da população desempregada resulta da diminuição do trabalho nas áreas da construção civil. A execução remunerada destes trabalhos foi um complemento e um importante contributo para a condição financeira de diversas famílias.

A construção do anfiteatro permitiu a constituição de um espaço público, de reunião e celebração, num bairro onde as assembleias de moradores são fortemente participadas, e apenas existia uma sala, manifestamente pequena, cedida por uma associação local de cariz desportivo.

Este anfiteatro não é apenas o espaço público central do bairro, como se constitui, também, como um símbolo da capacidade, iniciativa e concretização dos seus moradores. Por outro lado, a nova escadaria e a implantação do conjunto no jardim, permitiram a criação de um necessário acesso, e uma utilização mais eficiente e diversificada do espaço do jardim que era, anteriormente, meramente contemplativa.

Foram também desenvolvidos os trabalhos de reparação de muros e escadas no interior do bairro. A reparação e pintura dos muros permitiu melhorar significativamente a imagem do bairro aumentando visivelmente a luminosidade que se reflecte no interior das habitações. Já a repavimentação das escadas veio oferecer segurança e conforto a uma população tendencialmente envelhecida.