Reportagem: Depois do fogo a reconstrução da vida

December 1, 2017


[PT] Um pouco da história de um dos trabalhos mais intensos que temos levado a cabo nos últimos seis meses, entre Lisboa e as áreas ardidas. Esta faz parte de uma outra história que tememos que fique por contar - demasiado entusiasmados que estamos a falar sobre taxas de execução, falhas do governo ou a elogiar contentores habitacionais construídos (mal) em dois meses. Proposemo-nos fazer o nosso trabalho como entendemos que deve ser feito: com as pessoas. Assumimos e cumprimos tempos recordes.
Nada disto seria possível sem uma equipa maravilhosa que já existia, mas que teve de ser reforçada. Neste vídeo aparece o Tiago, a Marta e a Ana Rita, mas tudo isto não seria possível sem o trabalho de quem nestes dias estava em Lisboa, como a Paula, a Ana Catarino, a Mariana, a Carolina, a Raquel, a Cristina, a Diana, a Adriana e o Mário.
Neste vídeo, realizado há duas semanas, vê-se a discussão com três famílias sobre os materiais a colocar nas suas casas. Entretanto os projectos já foram fechados, consultados sete empreiteiros locais e ontem, acabámos o dia a elaborar uma proposta de adjudicação à Fundação Calouste Gulbenkian e União das Misericórdias Portuguesas (cujos fundos trabalham em parceria) para estas três casas cujas obras poderão começar ainda este ano.

Temos de agradecer a disponibilidade da Qi News para nos acompanhar no terreno e contrar uma outra história sobre a reabilitação das áreas ardidas.